14 abril 2011

Resenha: Sessão Pipoca - A Rede Social (The Social Network)

Postado por Luisa Ortega às quinta-feira, abril 14, 2011


A Rede Social (The Social Network)



“Você não consegue fazer 500 milhões de amigos, sem fazer alguns inimigos.”

Ao pegar o DVD, logo penso, “esse filme tem tudo para ser parado, apesar de abordar  um tema atualíssimo”, porém, ao decorrer dos primeiro 10 minutos, já  me sinto presa ao sofá e interessadíssima.
O filme mostra a história por trás do Facebook, a rede social mais usada no mundo, que hoje briga aqui no Brasil com seu rival o Orkut.
Além disso, ele insinua bastante sobre o valor das amizades. O valor da confiança e lealdade entre duas pessoas e a vontade de cada jovem fazer parte de um grupo, e não ser o estranho e isolado.
O protagonista do filme, Mark Zuckerberg , é um estudante de ciência da computação em Harvard, que na noite em que briga com a namorada, cria algo que irá mexer um pouco com os usuários de computador da universidade. Um aplicativo que compara o grau de beleza entre as alunas, o Facemash. Logo, faz sucesso.




A princípio, ele é chamado pelos irmãos Winklevoss e seu amigo Divya Narendra, para juntos, criarem uma rede social para os estudantes com o domínio de Harvard, e o querem como programador da "Harvard Connection". Mark,vai além.
Em sua cabeça ele logo cria o “The Facebook”, um site onde o usuário pode prolongar seus relacionamentos já não mais só em Harvard, mas em outras universidades. Ter um grupo de amigos, compartilhar fotos, saber quem e com quem cada um se relaciona, divulgar seus pensamentos. Sua criação começa a atingir diferentes lugares, se difundindo pelo mundo e seus usuários. Com o objetivo de fazer parte de um grupo de amigos, as pessoas logo aderem ao site de relacionamento. Todo adolescente quer ter sua turma, seu “clube” selecionado.


 
Em parceria com Eduardo Saverin, Mark, começa a ampliar o negócio, contando com ajuda financeira do amigo. Logo ele entra em contato com Sean Parker (Justin Timberlake), o co-fundador do “Napster”. Eduardo logo começa a questionar as intenções de Sean. Mark, dividido acaba deixando seu amigo Eduardo de lado, e adere às idéias de Sean (como, por exemplo, mudar o nome do “The Facebook” apenas para “Facebook”).

Os Winklevoss descobrem que o Facebook se expandiu para três universidades. Eduardo descobre que  assinou um acordo com os  investidores de Sean que lhes permitiu mudar seu lucro de 34% para 0,03%.

Os irmãos Winklevoss resolvem processar Mark por roubar a ideia juntamente com Eduardo que pleiteia sua parte nos lucros da empresa e seu título de co-fundador, e cada passo ao sucesso é mais um passo às acusações.

O filme intercala entre os processos em cima de Mark Zuckerberg e os acontecimentos narrados por cada um na sala de julgamento.

A trilha sonora é maravilhosa, e casa perfeitamente com o filme. Os responsáveis pelas composições são Trent Reznor e Atticus Ross, integrantes do Nine Inch Nails.
Uma curiosidade é que a música “Baby, You’re a rich man” dos Beatles, aparece nos créditos finais, e a banda raramente permite o uso de suas músicas para qualquer tipo de mídia.


Se você pensa que o filme de David Fincher só fez (e faz!) sucesso por carregar o tema “Facebook”, assista, ele se faz valer a pena independente de qualquer coisa.


5 comentários:

Juh** disse...

Ainda não assisti esse filme, não gostei do livro >.< Então não me empolguei, mas como tenho ele aqui em casa vou arriscar =P
beijos
Livros e blablablá

Srta. Bibliófila disse...

Gostei bastante da resenha, me deixou curiosa para ver o filme, o trailer também é bem legal.
Bjs
Tah

Gabriela disse...

Então... quero muito assistir a esse filme, só que eu tenho mania de ler o livro antes de ver o filme. Mas acho que neste caso, antes vou ver o filme e, se eu gostar, aí sim encaro o livro. É porque acho que seria chato um livro sobre isso, mas que bom que vc disse que o filme é interessante :)

beijo!

Kleberson C. disse...

O filme é fascinante! Eu achei demais quando eu o vi. Também achei que seria algo extremamente parado, mas logo mudei de ideia.

Oscars merecidos, com toda certeza!

Diego disse...

Adorei esse filme!
Foi um dos melhores de 2010 fácil, na minha opinião. =)
E realmente, a trilha sonora desse filme ficou MUITO boa! ^^
Beijos!

Postar um comentário

Olá! Seja muito Bem Vindo(a) ao Bookaholic Fairy

É uma honra ter você como seguidor do blog.

Deixe sua mensagem que ficaremos muito felizes.


Aviso: Comentários Anônimos estão proibidos.

 

Bookaholic fairy 2011 Desenvolvido por Ipietoon e totalmente modificado por Julia